9 chaves para blindar a sua mente

Você com certeza já deve ter ouvido falar da importância de blindar a sua mente. Mas o que seria isso? Blindar a mente tem a ver com proteger a sua mente de tudo aquilo que pode vir a enganar você, a roubar você de alguma maneira. Mas, roubar como? Proteger do quê?

Vamos lá. Tudo o que você sonha realizar nasce, primeiro, na sua mente, sob a forma de pensamentos. Pensamentos geram sentimentos, que geram atitudes, que geram resultados. Aquilo que você alimenta na sua mente serve de base para como você vai se sentir e como você vai agir. O resultado que você espera alcançar é consequência daquilo que você alimenta na sua mente.

Acontece que, ao longo da vida, muitas “vozes” podem interferir na forma como pensamos ou sentimos. Certas vozes são desencorajadoras, negativas. Vozes podem ser aquilo que as outras pessoas falam para nós (pessoas que nos amam ou não), podem ser circunstâncias que vivemos e que geraram forte impacto emocional em nós, podem ser coisas que presenciamos de terceiros. Ou seja, tudo aquilo que recebemos como informação por meio de nossas vias de entrada (nos 5 sentidos) pode se tornar uma voz que interfere em nosso processo de tomada de decisões.

O grande problema está no fato de que, muitas vezes, essas vozes podem nos sabotar, trazendo para nós sentimentos negativos como medo, culpa, raiva, nem sempre reais ou racionais, que nos atrapalham nos momentos em que precisaríamos dar algum passo maior rumo à realização de um sonho ou um projeto. Nesse sentido, essas vozes podem, até mesmo, sabotar nossos resultados. Entende, agora, como é importante saber filtrar o que você permite entrar ou não na sua mente?

Quero apresentar para você, agora, 9 chaves que podem lhe ajudar a proteger, a blindar a sua mente daqui para a frente, para que, de hoje em diante, você possa ter resultados diferentes na sua caminhada

9 chaves para blindar a sua mente

  1. Tenha uma visão clara de futuro: quando você tem clareza de onde quer chegar, fica mais coerente fazer certas escolhas e, até mesmo, saber quando dizer não para aquelas coisas que não vão levar você para o seu estado desejado.
  2. Autorresponsabilidade: não dependa de algo ou de alguém para começar a agir na sua vida. Se você quer alcançar algo, assuma a responsabilidade por sua própria mudança. Não culpe terceiros ou circunstâncias. Faça a sua parte.
  3. Não reclame: quando você reclama, você está treinando a sua mente para trabalhar em um padrão negativo que drena as suas energias e faz você se autossabotar.
  4. Não pare para ouvir reclamações dos outros: as reclamações alheias também drenam suas forças. Pessoas que reclamam não querem soluções, querem aliados. Proteja suas vias de entrada.
  5. Saiba quando ajudar: basicamente, só ajude quem quer ser ajudado E se você tem condições de ajudar. Esses dois critérios precisam ser atendidos. Caso contrário, você corre o risco de se aborrecer e de ser ferida emocionalmente. Ajude os outros, mas desde que isso não prejudique nem você e nem as pessoas que você ama.
  6. Pare de dar explicações: você não precisa contar tudo para qualquer um. Dar explicações para qualquer um significa abrir a sua mente para receber de volta qualquer tipo de voz, e é exatamente isso o que você não quer que aconteça mais com você.
  7. Não negocie princípios e valores: proteja o que é mais precioso para você. Selecione bem para seu círculo íntimo de amizades pessoas que tenham os mesmos princípios e valores que você. Lembre-se de que nós nos tornamos parecidos com aqueles com quem convivemos. Más companhias corrompem os bons costumes. Proteja-se!
  8. Intimidade é para poucos: as pessoas mais íntimas têm acesso direto ao nosso coração e são aquelas que mais podem nos ferir. Por tudo o que já falamos aqui, seja criteriosa na hora de escolher quem serão seus amigos mais íntimos.
  9. Coloque limites na bondade: ser bondosa com as outras pessoas não pode significar prejudicar a si mesma ou a quem você ama. Podemos tratar os outros com bondade, mas não a qualquer custo. Lembre-se que antes de amar ao próximo, você precisa amar a si mesma.

Proteger a sua mente significa proteger-se de ser ferida novamente. Se você quer avançar em se tornar a sua melhor versão, é importante que você proteja seus pensamentos e suas emoções. Avalie em que medida você tem conseguido blindar a sua mente.

Desejo que você consiga, a partir de agora, avançar em inteligência emocional, para avançar cada vez mais rumo a colocar em prática os seus planos, inspirando e ajudando pessoas!

Um abraço!

Patty Azevedo

Deixe um comentário