Por que a ideia de ter o “corpo ideal” persegue você?

Muitas pessoas às vezes passam muito tempo buscando alcançar o corpo ideal segundo algum padrão externo, fundamentado em imagens reiteradamente apresentadas como tal em diferentes canais. Porém, ao procurar um referencial externo do que seria considerado ideal, há o perigo de se deixar de olhar para si mesmo e se dar a chance de se autoconhecer melhor, entendendo seus limites, seus pontos fortes, suas necessidades de melhoria e fazer as pazes com aquilo que existe em si, sem comparações doentias, sem crises, sem stress, sem tentar ser outra pessoa.

Nesse sentido, corpo ideal é aquele que encontrou o descanso e a satisfação de ser uma pessoa única, aquele que abriga uma pessoa saudável internamente e externamente, alguém que não precisa ser algo diferente de si mesmo, que não precisa violentar a sua própria essência para se sentir merecedor do amor das pessoas. Não é o corpo ideal que é vendido como tal nas mídias. É o corpo saudável, que abriga uma pessoa feliz e que conhece a si mesma.

Se você tortura demais a si mesmo por causa dessa ideia fixa de alcançar o “corpo ideal”, será que isso não significa, na verdade, que você ainda sente uma certa dor que levou você a estar longe daquilo que lhe traz realização, ou ainda, que você não se sente uma pessoa plena, feliz e realizada com aquilo que a vida lhe trouxe até o momento presente? Pense um pouco mais sobre essas coisas…

Desejo que você tenha saúde plena física, mental, emocional e espiritual. Desejo que você possa cuidar bem desse corpo que você tem, sabendo que, se você estiver bem em todas as esferas e resolver os seus conflitos, o seu corpo físico passará a, naturalmente, devolver a você o resultado que você tanto espera.

Grande abraço!

Patty Azevedo

Deixe um comentário