Como ter o closet dos sonhos

Um passo a passo pra formatar seu espaço ideal!

Sabe aquele closet gigante, organizado, iluminado e maravilhosamente lotado que vemos em alguns filmes?! Pois é… que mulher não tem esse sonho de consumo?! Com as orientações que vou te passar agora, você vai perceber o que é realmente importante para você e vai ter sim, o seu closet dos sonhos, mesmo não atendendo a todas essas qualidades de uma vez só, você pode melhorar, e MUITO o que tem hoje. Vamos lá?

De repente 30 – e a realização do sonho de criança: o closet lotado de roupas!

Antes de mais nada, é sempre bom lembrar, que o closet dos seus sonhos, pode não se parecer em nada com o closet dos sonhos da sua melhor amiga! O que determina se algo é bom pra você, é acolher perfeitamente suas preferências individuais. No caso do closet, abrigar de forma correta suas roupas, sapatos e acessórios. Por exemplo, uma mulher que ama vestidos e tem vários, não vai sgostar de um armário cheio de prateleiras, o que atende bem quem gosta de jeans e camiseta.

Por isso, antes de começar, se desnude de ideias pré concebidas!

Vou te ensinar agora um passo a passo que uso para projetar para minhas clientes os armários e quartos de vestir personalizados. E que atendem perfeitamente os itens de funcionalidade, praticidade, beleza e conforto que elas precisam.

Para determinar o closet ideal eu costumo perguntar:

Onde você mora? Qual o clima de lá? Em lugares mais frios, boa parte do ano se usa muito mais casacos pesados. Já no nordeste, a preferência será por peças leves e fluidas. Além de chapéus de praia por exemplo.

Me fala onde você trabalha? Assim vou saber sobre a necessidade de peças específicas ou comuns a algumas profissões como jalecos, terninho, scarpin, e por aí vai.

Qual é seu estilo pessoal? Aqui, seus acessórios dirão muito sobre você. Uma esportista por exemplo, vai ter maior quantidade de tênis, bonés e artigos desse tipo. Peculiaridades como coleções também são importantes pra essa primeira formatação.

Feita essa análise, vamos ao lado prático: As acomodações das roupas devem ser compatíveis com o tecido e o volume de cada uma delas. Por exemplo, casacos e jaquetas precisam de área de cabideiro (e de cabides adequados, grandes e largos) para se conservarem bem. Ao passo que, blusas de tricô não devem ser penduradas, pois tenderão a se deformar com o tempo. Te convido então, a fazer uma triagem nas suas roupas para ver se elas estão sendo guardadas da certinhas.

Gavetas são ideais para peças pequenas como roupa íntima, biquinis, e tecidos finos como os usados nas roupas de malhar. Com menor altura elas vão te ajudar a organizar melhor essas peças que não devem ser empilhadas, mas acomodadas de forma que fiquem à vista. No mercado temos vários divisores que nos ajudam a organizar e manter essas peças arrumadas. Pra todos os gostos e bolsos – acrílico, madeira, plástico e até papelão. Experimente!

Sapatos e bolsas – O ideal é não guardar junto com as roupas. E ter prateleiras de diferentes alturas para que eles possam ser guardados sem sobreposição e sem dobrar. As botas, geralmente em couro, vão ficar marcadas se forem dobradas. Algo que você pode fazer para conservá-las, assim como suas bolsas, é encher de papel, ou outro material para que não deformem nem criem vincos.

Acessórios – Não misturar seus colares, brincos, pulseiras etc, é a fórmula do sucesso para conservá-los. Se você não tiver espaço para gavetas, use caixinhas, as que tem forro de veludo evitam que as peças sejam arranhadas. Óculos também devem ser guardados em local protegido.

Entenda que, a organização é uma premissa desse espaço. E o que faz ele “render” é a sua capacidade de organizar, setorizando roupas por tipo de tecido e cor, e categorizando os itens. A frase “cada um no seu quadrado” cabe bem aqui!

A iluminação é muito importante também. Pois a quantidade e o tipo de luz que incide sobre a sua roupa, pode mudar totalmente sua percepção da cor e até seu reflexo no espelho! Para luz geral então, prefira luminárias tipo plafon, que tem um vidro difusor distribuindo melhor a luz. Outra opção eficaz é direcionar a luz com spots no teto ou com trilhos. Para evitar sombras, utilize cabideiros iluminados ou fitas de LED dentro do armário. Quanto à luz natural, tenha atenção sobre o sol que entra pela janela, para que a luz e o calor não danifique sua peças, principalmente bolsas e outras peças coloridas.

A iluminação é principalmente dentro dos armários, e a luz geral traz destaque às peças com spots direcionáveis.

Para seu conforto, não esqueça de um espelho de corpo inteiro, e se couber, pelo menos um puff. Assim você tem onde sentar pra se calçar e pode dar uma conferida geral no look.

Depois de tanta informação, te convido a dar uma geral no seu armário! Dar atenção a ele pode ser um exercício extremamente prazeroso e com toque terapêutico. Veja o que te serve, do que poderia se desapegar, o que não faz mais sentido e abra espaço para o novo.

O enorme closet do filme 50 tons de cinza.

Se quiser me contar como foi seu momento vai ser muito bom, e claro, se tiver dúvidas, basta perguntar.

Um beijo e que a paz seja no seu lar!

Deixe uma resposta