5 ERROS DE MAQUIAGEM: COMO EVITAR

Não existem muitas regras na maquiagem, porém existem alguns passos que feitos da maneira errada podem deixar a make com aspecto mal feito e até ressaltar o que não deve ser ressaltado, vamos pontuar alguns erros muito comuns e também saber como evitá-los.

1 NÃO LIMPAR A PELE

Quando você inicia a maquiagem a pele deve estar totalmente limpa, pois a maquiagem acaba tampando os poros por algumas horas, e a pele não “respira”, e se ainda estiver com sujeira, esse processo pode acabar trazendo malefícios para a pele, como acne.

Use um gel de limpeza facial antes de começar todo o processo de maquiagem.

2 NÃO HIDRATAR A PELE

Um erro muito comum é achar que a pele não precisa de hidratação, geralmente quem tem a pele oleosa pensa que ao hidratar a pele ficará mais oleosa ainda, na verdade ocorre o oposto, se sua pele é oleosa e você não hidrata ela produz mais sebo para compensar.

Então escolha um hidratante indicado para seu tipo de pele e não tenha medo, e lembre-se quanto mais sua pele estiver saudável menos precisará make.

3 NÃO USAR UM PRIMER

O primer serve para deixar a pele uniforme, e assim deixar o acabamento da base bem mais bonito e suave, sem o primer a pele pode ficar manchada e acabar craquelando ao longo do tempo.

Espalhe o primer na zona T, testa, nariz e queixo, e um pouco nas bochechas.

4 NÃO SELAR A PELE

É necessário selar a pele depois de usar os produtos em creme, como a base e o corretivo, para que a maquiagem dure e evite de ficar oleosa.

Deposite com a esponja o pó translúcido nas áreas onde o rosto costuma ficar mais oleoso, deixe por uns 2 minutos e retire o excesso com um pincel macio.

5 PESAR NO BLUSH E NA SOBRANCELHA

Usamos blush para devolver a cor de “saúde” depois de passar a base e o pó, mas o correto é deixar bem esfumado e sem marcações, sempre acrescentando aos poucos o produto.

Para a sobrancelha nunca utilize a sombra preta, opte por tons mais marrons acinzentados para dar mais leveza no olhar.

Esperam que tenham gostado das dicas.

Até mais, Tatha.

Deixe uma resposta