Sobre orgulhar-se de si

Esse post é diferente.

Não vai ser sobre os meus sofrimentos durante a obesidade.

Vai ser sobre a minha força durante essa fase.

Foi durante a obesidade que eu me vi numa luta diária. Dias difíceis, dias melhores, dias de superação.

Foi nesse período que eu me enxerguei capaz de sorrir mesmo na dor.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fui corajosa, fui resiliente, fui eu!

Olho os meus olhos em fotos e sinto um turbilhão de emoções.

Sinto orgulho de tudo que vivi até aqui.

Ninguém alcança esse sentimento.

Só você sabe a força e a dor de ser quem se é!

Convido você a refletir o quanto o seu sofrimento te fez crescer.

Se fizer sentido para você, divide com a gente!

 

Lívia Ramalho

LEIA TAMBÉM

3 Dicas para estimular a sua autoestima

O que te faz sorrir?

Qual a sua verdade?

Deixe uma resposta