Toxinas da Mente: Medo de Julgamento ou Medo de Errar

Olá! Continuando o assunto tratado semana passada, hoje vamos conversar sobre uma toxina mental que tem vários nomes, mas cujo efeito é o mesmo: o constrangimento, ou medo de julgamento dos outros, ou medo de falhar, ou medo de sentir-se vulnerável diante dos outros, ou medo de ser exposto à vergonha.

🤔 Isso pode adoecer? Sim, fisicamente e emocionalmente. As situações em que alguém foi exposto à vergonha podem gerar tanto medo, quanto insatisfação. Às vezes medo de se expor, medo de expressar ideias e palavras, medo de decepcionar os outros, medo de ser rejeitado

⚠️ Esse medo pode gerar tanta paralisia e insatisfação que isso se reflete no próprio corpo: nódulos e cistos, pedras, miomas, dores, doenças autoimunes, problemas de fertilidade, etc. Basta a dor emocional encontrar um terreno biológico desequilibrado (corpo mal regulado, mal nutrido, descompensado) e pronto! A equação da doença achou o lugar ideal para se instalar.

Como combater essa toxina?

✏️ Perdoe quem lhe feriu, magoou, decepcionou, não atendeu às expectativas. Perdoe a si mesmo caso tenha falhado com alguém. O perdão é como um remédio de amplo espectro, ele cura diversos males.

✏️ Tenha zero expectativas em relação às pessoas e a si mesmo. É mais leve caminhar assim. Você é livre para não atender às pessoas e para dizer não. Você não precisa agradar a todos, e está tudo bem. Se alguém disser ‘não’ pra você, tudo bem também. Seres humanos são falhos, e está tudo bem. Você vai deixar de se ofender tão facilmente.

✏️ Seja ridículo de propósito. “Decepcione” as pessoas. Diga não para as pessoas sem peso ou sem culpa. Esse exercício pode ajudar você a se libertar do medo de errar ou do medo de não atender às expectativas dos outros.

✏️ Mude o conceito de falha: se você acertar, você ganhou. Se errar, aprendeu. Você nunca perde. Ou ganha, ou aprende! Entenda isso e transforme conhecimento em sabedoria.

Desejo a vocês saúde física, mental e espiritual.

Patty Azevedo

Deixe uma resposta