Dicas para a sua autoestima – Como o outro te enxerga?

A construção da nossa identidade é complexa e também formada por aspectos sociais, profissionais e sexuais. Os nossos valores culturais, por meio de normas, hábitos, leis e conceitos são fundamentais para esse processo de identidade. Os papéis que exercemos são tão importantes quanto para essa construção.

A nossa própria percepção de nós mesmos passa pela imagem que o outro possui de nós.

Como você gostaria de ser percebido?

Como você é percebido?

Quanto menor for a distância entre o seu desejo de como ser visto e a forma que você é, de fato, percebido, mais coerente e feliz você será.

Eu me vejo como uma entusiasta de pessoas e do aprendizado. Me vejo corajosa, amorosa e extrovertida; empolgada com novos projetos e bem-humorada. Preciso melhorar meu cuidado com a alimentação, o autocontrole deixa a desejar em alguns momentos e posso ser autoritária em alguns cenários.

Quero ser vista como uma pessoa que anima os ambientes, que traz amor e boas ideias. Uma pessoa disposta a ajudar sempre. Acredito que estou no caminho. Esse caminho é diário e é um exercício de construção e desconstrução contínuo.

A construção do eu exige muita reflexão, tempo e esforço. A identidade e autoestima andam de mãos dadas. Ter a clareza do seu eu fortalece a sua imagem de si e dos seus próprios valores.

Deixo aqui algumas perguntas que podem ajudar você nessa caminhada:

Como você se define?

Quais são seus valores?

Quais são suas virtudes?

Quais são suas falhas?

Quais são seus sonhos?

O que as pessoas próximas pensam sobre você?

O que é mais importante na sua vida?

Essas perguntas podem ajudar você a ter uma ideia da sua imagem sobre si.

Dica de Exercício: Peça a um grupo de pessoas que te responda a seguinte pergunta:

“Quais as virtudes que você enxerga em mim? Se puder me dar um exemplo de um momento no qual você percebeu uma dessas qualidades, por favor, descreva para mim”.

Sugiro que explique o contexto e diga que foi a dica do blog Espelho Rosa para que soubesse como as pessoas enxergam você.

Sugiro que envie essa pergunta para seus amigos próximos, familiares, uma ou duas pessoas mais distantes, chefe, subordinados e colegas de trabalho.

Dessa forma, será um bom exercício de reflexão da forma que você é visto, o que de melhor é expresso e, talvez, o que você pode e quer melhorar.

Boa sorte na jornada!

Depois, conta para a gente o que achou das dicas e do exercício! 

Lívia Ramalho

2 Comentários

  • Danusa

    6 de fevereiro de 2020 at 18:07

    Excelente texto!
    Tudo tão simples e tão complexo ao mesmo tempo.
    Não consegui de imediato responder às perguntas propostas. Fiquei preocupada,rs. Acho que estou precisando me perceber de novo! Resquícios dos 2 primeiros anos da maternidade…rs. Doação e entregas absolutas.
    Vou fazer o dever de casa e conto pra vocês.
    Vamos ver se a distância de como me vejo e como quero ser vista está muito alongada…medo!
    Beijos em todas!

    • Virgínia de Oliveira Ribeiro dos Santos

      6 de fevereiro de 2020 at 18:41

      Vivo com 40 anos uma fase dificil, duvidase incertezas de tudo que me cerca. Filho de 1 casamento, novo marido, relacao de ambos que suga muita energia e me sinto esgotada na maioria dos dias. Concilhiar minga vida profissional e a vida pessoal é hoje meu maior desafio. Me sinto paralizada.