Cuide bem da pessoa mais importante: Você!

Depois de um certo período das nossas vidas, geralmente a partir dos 30, 40…, passamos a acumular um monte de atribuições (no caso das mulheres, sinto que isso é ainda mais pesado). Nesse sentido, muitas vezes nos tornamos responsáveis por cuidar de várias pessoas também, além de nós mesmas.

A grade armadilha dessa situação é quando as agendas ou problemas dos outros nos engolem e custam nosso tempo, nossas forças, nossa agenda, nossa paz, nossa saúde… Corremos o risco de nos desdobrarmos demais para fazermos o melhor para os outros e deixarmos para segundo plano aquilo que é importante para nós. Porém, não podemos cuidar bem de quem amamos se, em primeiro lugar, não cuidarmos bem de nós.

É importante ser uma referência em nossa casa, família, trabalho, etc., mas, ACIMA DE TUDO, é mais importante PRIORIZAR nosso autocuidado (autoconhecimento incluído aí). Afinal, quando você é quem cuida, quem vai cuidar de você?

Quando falamos de autocuidado, existem coisas que podemos fazer por nós mesmas e que ninguém mais pode fazer. Coisas que envolvem corpo, mente e espírito. Por exemplo: qual foi a última vez que você foi a um médico e fez um bom check up? Como andam seus exames? E a alimentação, como está? Você faz alguma atividade física? E o emocional? Está tudo bem com você? Está passando por algum momento importante de transição, algum stress, alguma insatisfação pessoal? E o espírito? Como você lida com Deus? Como você se relaciona com essa esfera da sua vida?

Nós temos a tendência a querermos abraçar o mundo e dar conta de mil coisas ao mesmo tempo, mas fazer essas pausas para cuidar de cada esfera da nossa existência faz muita diferença. Tanto em relação ao autoconhecimento, em si, como, também, em relação à prevenção de doenças do corpo e da mente, à tomada de decisões mais assertivas e à melhora na autoestima, por estarmos tendo mais consciência daquilo que precisamos para nós mesmas.

De repente você chegou aos 30, 40, 50… e sentiu que viveu para os outros e deixou de lado aquilo que era importante para você. Isso pode ter lhe gerado dor, tristeza, frustração… Não é tarde para olhar com mais carinho para si mesma, separar um tempo só para você, para entender do que você precisa nesse momento, em cada esfera: corpo, mente, emoções e espírito. Estamos torcendo por você!

Abraços!!

Patty Azevedo

Deixe uma resposta